quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

33.


Foto de M

Natal, palavra-gesto que se deseja inesgotável neste nosso pequeno mundo terreno onde os seres humanos, por causa das suas ambivalências, se encontram e desencontram no mais íntimo de si mesmos e no que compreendem, ou não compreendem, dos outros.
M

2 comentários:

mena m. disse...

Manuela, esta é uma das mais belas e verdadeiras descrições de Natal que já li!

Quanto à bola vou levá-la, se não te importares, para a pendurar na minha árvore de Natal!

Um abraço forte com os melhores desejos para ti, neste tempo de festas em que brindamos aos presentes e aos ausentes...

Frioleiras disse...

no meu natal cheio de festas (mas onde estão as almas?... objectos sim , muitos mas o sentido, esse sentido do Natal ... perdeu-se, há muito, em toda a parte, em todo o mundo).

Olha, eu irei colaborar na preparação da 1a missa do galo que se fará na capela de Miraflores, perto de ti.... é à meia-noite e como a minha consoada se resume a 4 pessoas, éstarei lá e creio que vai ser bonita e quente. se te apetecer, aparece por lá ...)
beijo,
grande
da
m