domingo, 30 de dezembro de 2007

40.






















Foto de M


Ou, quem sabe, com um sorriso, apenas com um sorriso, um palhaço-brinquedo me fale da inutilidade dos dias adultos pendurados no vazio.
M

12 comentários:

mena m. disse...

Acho que vai adorar dialogar contigo, ele próprio terá por vezes dúvidas idênticas...

E que vaidoso vai ficar ao saber que está na net!

Para mim, estes palhaços-brinquedos são uns Mestres do sorriso!
Sorriem sempre, ainda que lá por dentro lhes doa a espera da mãozinha pequenina, que os agita ao puxar a bolinha amarela e que lhes faz dar pulos de contentes!

Esta fotografia está deliciosa!

bettips disse...

Risos soltos e úteis.
Inutilidades adultas.
Felicidade em ler-te.
E ver-te nestes silenciosos cantos. Que me fazem falta.
Bjs

mafalda disse...

Olá M.,
Hoje passei só mesmo para te deixar os votos de um excelente 2008!

Beijos com carinho.

Maria Laura disse...

Tudo parece simples nesse sorriso dum brinquedo. Mas eu acho que o palhaço te diria que os dias adultos também podem ser encarados através do olhar de um brinquedo de criança.
Um beijo e um bom 2008!!

TMara disse...

deixa k te chame amiga e diga: "despendura" o palhaço, brinca com ele, ou, por outra, deixa que ele brinque contigo e assim os dias adultos deixam de ficar pendurados no vazio. Eu tenho sempre um cilindro com água e sabão e faço bolas, muitas bolas de luz-arco-íris, pois a água nem se vê. E brinco. Não sei música mas tenho "gaitas de beiços" onde sopro melodias...
e assim desrotino os diasd, desrotino e baratino a adulta em mim k doi.
Experimenta.
Começa 2008 assim brincando como criança. Deixa-a acordar em ti e ganhar espaço.

Bjs
Luz e paz
P.S -. durante a estada das filhas nem abri o PC. Desculpa o silêncio

maria carvalhosa disse...

Querida Manuela,

Não acredites que existem dias inúteis, para os adultos como para as crianças... dias pendurados no vazio??? Não, minha amiga, os dias penduram-se, em último caso, numa réstia de esperança que sempre existe no fundo de cada um de nós.

Votos de um 2008 útil, risonho, feliz... (a felicidade é um conceito vago e auto-destrutível, normalmente pouco duradouro, de acordo com as nossas expectativas
e crenças mais profundas, mas é possível, nem que seja em raros e esparsos momentos!)

Tudo de bom para ti, Amiga.

Beijo-te com muito carinho.

rui disse...

Olá Manuela

Quem sabe!

Um Novo Ano Cheio de Alegria.

Deixo-te um abraço e muitos sorrisos.

tufa tau disse...

um palhaço... um brinquedo... uma ideia tola... um desafio... uma dança de roda... um foto... e virá um sorriso.

beijos

Maria P. disse...

O desejo de um ano sereno, amigo e com muita paz.

Beijinho*

miruii disse...

Gostas do non-sense, já tinha percebido.
Bonito.
Bom Ano 2008!

herético disse...

palhaço feliz. se te faz sorrir...

Teresa David disse...

Perante o arrepio de termos, amiúde, quando falamos com alguém, a sensação de estar a falar para o boneco, tal o nível de desinteresse ou pura desatenção, acho que sim, que talvez um palhaço te possa dar pistas mais adequadas para continuares a tua jornada.
Bjs
TD