quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

41.

Foto de R adaptada por M

As mãos, esse doce prolongamento dos corações. O afecto tornado gesto, forrando de seda a concha das mãos, a mais pequenina dentro da outra, procurando-se ambas na pureza do silêncio que se toca. Os sorrisos e os olhares que se penetram na cor profunda do mar e dos jardins, e assim se dizem no mistério do entendimento mútuo. Os corações esquecendo o mundo dos limites, absolutos os dois, extravasando de ternura, aconchegando-se no prazer do encontro. A alegria no colo da vida.
M

5 comentários:

Frioleiras disse...

um beijo
de
2008

com ternura...

herético disse...

belas as mãos que acariciam. e os corações que entendem...

muito belo

mena m. disse...

Um gesto prenhe de amor incondicional!

Quando ainda são só os gestos que têm a palavra...

Que lindo!

Mo disse...

parece q vejo um doi-doi no indicador da mão gordinha e a mão do polegar elegante diz "deixa ver..."

JRL disse...

A M. tem muito carinho para dar. E a fotografia é linda. Também gosto de ver a mãozita da minha filhota na minha. :)