domingo, 5 de outubro de 2008

82.


















Foto de M

Neste silêncio de música em lugar de sombras e luz, como é bom recordar-te, mulher de vida calada que vendias as pevides e os tremoços da minha infância, sentada num canto do mundo!

Assim senti esta minha fotografia em tempos idos. Volto hoje a olhá-la. Por causa do que começa e acaba em cada instante e do que nos oferecemos a nós próprios entre um pensamento e outro. O fim e o princípio das coisas em diálogo renovado na presença dos lugares de sempre. Hoje é o gesto musical de festa adivinhado por detrás do silêncio dos instrumentos que se sobrepõe à imagem da mulher que vendia as pevides e os tremoços da minha infância. Assim recostados num tempo de pausa, e quase em jeito de gente, são rebentos de memórias num canto do meu mundo.
M

14 comentários:

vida de vidro disse...

As nossas memórias vão mudando, evoluindo. A vida se encarrega dessa constante mudança. Gosto dessas palavras: "rebentos de memórias". :)**

legivel disse...

... do tempo em que assomava à janela "p´ra ver a banda passar, cantando coisas d´amor... "

Agora, até a banda descansa, que o tempo não está para grandes diversões...

mena m. disse...

...são rebentos de memórias num canto do meu mundo.

Que palavras lindas encontras no dicionário dos teus afectos!

TINTA PERMANENTE disse...

Bonita, um quase nada em sons de melancolia, esta memória.

Abraços!

(o tempo tem-me roubado o tempo que procuro achar a tempo)

mar disse...

E as memórias fazem parte de nós, tal como a vida!

Frioleiras disse...

"o fim e o princípio das coisas.......",

pois é...

querida m., não nos temos visitado mt, últimamente ...
mas lembro-me sp do teu espaço...

muito obrigada pelos parabéns lá deixados e................ parece-me bem que também és "balancinha"... estou enganada?

dona tela disse...

E se falássemos de coisas divertidas?

Um beijinho da Tela.

Justine disse...

A tua foto é o intervalo, a paragem, a suspensão. Entre algo que terminou, ou a iminência de algo.Muito, muito interessante.

Menina_marota disse...

Memórias... lembranças que permanecem...

Bj

TCHI de Tchivinguiro disse...

A tua foto está o máximo.

E a tua prosa poética, brilhante.

Beijinhos.

Licínia Quitério disse...

Muito interessante reflexão sobre os nossos mudados olhares sobre os lugares que permanecem.

Beijinho, M.

heretico disse...

outros sons a bailar em (teu) olhar.

sensível. e inteligente. sempre

beijo

vida de vidro disse...

Tens um mimo lá no Vemos, ouvimos e lemos. :)**

Eremit@ disse...

Olá M.
Por favor passa no Eremitério. No post de hoje, 14 de Out. há algo para ti.
Fraterno abraço.