segunda-feira, 12 de julho de 2010

O Prazer de Viajar - 22


Foto de A

«Esta ilha – a maior dos Açores – é negra até às entranhas, na própria terra, na bagacina das praias, no pó das estradas, nas casas, nos campos divididos e subdivididos por muros de lava, nas igrejinhas das aldeias, requeimadas e tristes. O aspecto é dum grande luto, duma grande desolação. A fuligem caiu sobre a vasta terra e só de quando em quando um grande plaino cinzento, os mistérios, sucede ao negrume como a lepra ao incêndio.»

Raul Brandão, As Ilhas Desconhecidas – Notas e paisagens, Edição Artes e Letras Açores, Setembro de 2009

(Cachorro, Ilha do Pico)

5 comentários:

bettips disse...

Tenho vindo por aí, de pedra em pedra, de escura e velha, a verdejante e consistente na terra que contém ...
tenho vindo por aí acima e abaixo

como uma sede
de distância que, bem sabes, enche os alqueires da alma
bem medidos,
a transbordar de hinos,
grão-semente-vida
Bj

Mónica disse...

mto bonito, talvez um pouco deprimente para viver

heretico disse...

belíssima ilustração. de um texto muito expressivo.

um autor de referência...

beijos

jawaa disse...

Lindíssimas imagens, bem ilustradas por palavras.
Mais uma vez obrgada, M.!

Licínia Quitério disse...

Como dizer melhor deste negrume, deste luto, triste e deslumbrante.