segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

126.


Foto de M

Talvez, quem sabe, este azul de infinitos silêncios me deixe adormecer no seu colo quando a solidão da noite descer sobre a terra, disse o tufo cor-de-rosa lá do alto da arriba, a voz límpida esvoaçando como gaivota sobre a beleza da tarde.

M

6 comentários:

R. disse...

É um azul profundamente apaziguador e um cor-de-rosa que enforma um oásis no deserto da arriba, numa cromofilia perfeita.

viajante disse...

Talvez, quem sabe, este seja um caminho a percorrer diáriamente...

Justine disse...

...e a poesia nasce, quando se ouve a voz da natureza!
Belo, M.:)))

Anónimo disse...

Talvez... uma nuvem rosa de fim de tarde
me abrace a solidão.
Bjs da bettips

viajante disse...

Talvez seja pedir muito.Talvez.
Um novo post. Belo como este.

heretico disse...

mágico!
na serena imponência da beleza.

beijo