quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

47.

Foto de M

21 comentários:

Maria Laura disse...

Um dia as plantas unir-se-ão ao voo das aves. Num sonho único.

herético disse...

raizes com asas. sonhos a percorrer...

belos.

bettips disse...

Voamos um pouco (ao passar em tantos lugares!).
Bjs

Justine disse...

Também nos deixas as flores, que até podem não ser rosas. E vais com as aves.
Boa noite

Vento nos S@lgueiros disse...

Obrigada pela visita e pelos simpáticos comentários.
Espero poder continuar com a sua presença na minha "caixa de papelão"!

Teresa David disse...

Que bela sintonia entre as flores e a beleza do recipiente onde estão colocadas.
Bjs
TD

mena m. disse...

Emprestando asas aos sonhos da planta...

Muito linda esta imagem!

nnannarella disse...

Que sala de estar tão acolhedora. Parece mais íntima, mais lírica.
Belos recantos feitos poemas. Objectos que parecem felizes...

casa de passe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
despertando disse...

Olá bom dia!
Hoje passei por aqui para te dizer que tens uma surpresa no meu cantinho.
Resto de dia feliz!

rui disse...

Olá Manuela

Acho a jarra encantadora!
Nunca vi nada igual!
A composição está bem, o fundo claro foi boa escolha para realçar as formas e as cores.

Abraço

eremita disse...

tens uma nomeação no meu Eremitério.
Fraterno abraço

eremita disse...

tens uma nomeação no meu Eremitério.
Fraterno abraço

Oliver Pickwick disse...

Enquadramento, balanço de cores, tudo tecnicamente perfeito, M. Sobretudo a planta que aspira tornar-se Ícaro.
Beijos!

Isabel disse...

Olá querida M, não imaginas as saudades que tinha de vaguear por aqui, de ver com os meus olhos o que os teus e os olhos de aqui participa veem.
Estive ausente porque teve mesmo dificil, não foi fácil mas é maravilhosa a sensação de regresso.
Adorei este bocadinho que por aqui andei...
Tinha tantas, tantas saudades

Um enorme abraço

Isabel

Marinha de Allegue disse...

Un paxaro e unha flor agasaio poderoso...

Boa finde.
Unha aperta.
:)

tolilo disse...

um beijinho pequenino,
cor-de-rosa,
tia m.

TINTA PERMANENTE disse...

Provavelmente foi apenas um reflexo da tarde que se esvai; ou de qualquer lembrança mais perene...

... lembrei-me do Poeta (Pedro Homem de Mello) um dia ter escrito '(...)e morreram de pé, de olhos abertos, sem lhes valer a tempo algum poema.'

Bonita, esta imagem.

abraços.

triliti star disse...

fui por aqui abaixo.

vi beleza.

e paz...

pareceu-me...

Frioleiras disse...

hoje, fui ouvir messiaen,...

lembrei-me de v�s, da m�sica que partilhava convosco e sobre a qual, �s vezes, levava ralhete, pelas minhas prefer�ncias barrocas...

Os do sec XX gosto, sobretudo os mais contempor�neos.

um beijo
amigo
m

André Muralhas disse...

M.,

Ainda bem que gostaste, fico contente :)

Tens aqui coisas muito bonitas. Nas férias vou voltar :)))))

Bj do

André